sábado, 1 de março de 2014

Spoiler - Até que ponto ele chega a ser saudável



Síndrome de Spoiler todos nós temos um pouco.

Uma coisa que tem me irritado muito ultimamente, é ver como as pessoas hoje em dia sãoexageradas. Digo isso, em relação á tudo. Talvez a culpa seja, a falta de bom senso. Parece que as pessoas desconhecem a palavra limite, e não se importam nenhum pouco em se colocar no lugar dos outros. Me desgosta dizer isso, mas, a verdade é que todos estão atrás dos seus próprios interesses, sem se dar ao luxo de pensar ”poxa, e se fosse eu?”.

Um exemplo disso é o odiado spoiler. Ninguém gosta, ninguém quer. Porém poucos admitem que um pouco dele não faz mal a ninguém. Sim, você não leu errado.

Existe gente que tem pavor, como também existe gente que não vê mal algum (raros, mais existem). A hipocrisia que rola entre aqueles que odeiam, é que eles só querem se aparecer. Sabe por que? porque eles procuram. Recentemente li num dos comentários de um podcast mais ou menos assim: ” poxa cara, porque você deu spoiler sobre essa série? puta que pariu, nunca mais venho aqui, seus ignorantes (…) ”. Isso tudo porque estava escrito no título ”cuidado que tem spoiler”. O cara até usou palavreado ofensivo, pra se fazer de injustiçado. Me desculpe, mas esse tipo de gente é anta. Um outro exemplo disso, são aqueles que assistem a primeira temporada de animê (ou série) que tem mais de 3 temporadas, e já curtem a página no facebook. Depois é aquele festival de spoiler na timeline. Em seguida, a culpa cai sobre o administrador da página. Como se eles tivessem que esperar o tal indivíduo chegar na parte atual também. Consegue entender o que quero dizer? existe pessoa que tem síndrome até de sinopse, mais eles não evitam, eles procuram.

Já o caso daqueles que não vêem mal algum, se acham no direito de espalhar sua escrotidão em todas as redes sociais. Aí é que entra a questão de limite. Gostar de spoilers não te dá direito de fazer com que teus amigos gostem também. Respeito é bom, e todo mundo gosta. Conheço gente que não consegue se segurar, e acabam invadindo a privacidade dos outros lindamente. Pedir pra se colocar no lugar dos outros virou um fardo, e algo fora de cogitação.
Lamentável …

O lado bom disso tudo, é que existe sim o spoiler saudável. Pela qual todas as pessoas podem usufruir igualmente, independente se é um daqueles cuzões que se espalha ou um daqueles que se faz de coitado. Independente se ama ou o odeia.

Spoiler bom, não é spoiler morto. Mais sim aquele em que você respeita o limite de cada um. Isso é saudável para ambos os lados. Além de se auto livrar da ignorância, você será um ser humano com bom senso, que cá entre nós … é o que ta em falta hoje em dia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário