sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Crests of Stars Birth (Seikai no Senki OVA) - Maratona 24h #06

























Cá estou eu de volta. E nada melhor do que falar de ficção científica. C'mon baby! 

Seguindo a maratona 24h, agora é hora de falar do OVA do Crests of Stars Birth. Já adianto que nunca assisti o anime de 13 episódios, mas ao ver esse episódio de apenas 25 minutos, sinceramente fiquei com muita vontade assistir a série toda. Pra começar; o tema me fascina. Então fica bem difícil negar minha curiosidade em aprofundar mais no assunto. Segundo que o plot, a ideia, e o conceito daquele mundo me fascinaram. Após o enorme sucesso de público e crítica obtido por Crest of the Stars (Seikai no Monshou), Sunrise e Bandai Visual uniram forças mais uma vez para a produção de Seikai no Senki, anime que dá seqüência à saga de Jinto e Lafiel. Seikai no Senki também é baseado na obra escrita pelo genial Hiroyuki Morioka. Para se ter uma ideia da importância desta saga e de seu autor entre os japoneses, basta dizer que Hiroyuki Morioka é considerado o salvador do gênero "épico espacial", tão desgastado e mal aproveitado nos últimos anos. A história de Seikai no Senki começa 3 anos após o final de Crest of the Stars. O império Abh prepara uma retaliação massiva contra um ataque feito pela Aliança das Três Nações sobre a capital do Império, Lakfakalle. Lafiel está em fase final de preparação para comandar o Destroyer Barsroil na batalha sangrenta que se anuncia. Entre os tripulantes, logicamente, encontra-se nosso velho conhecido Jinto Lin, agora um dos pilotos da Barsroil. Mais maduros e ainda muito unidos, Jinto e Lafiel precisarão lutar a cada instante pela própria sobrevivência em meio ao aterrorizante campo de batalha próximo ao planeta Aputtiku.

O legal do OVA é que; além dele ser uma continuaçãozinha como disse anteriormente, quem nunca assistiu nada relacionado à série consegue entender perfeitamente sobre o que é aquele mundo. O episódio já começa explicando, depois tem a apresentação dos personagens tudo bonitinho, logo se segue explorando o ambiente com diálogos tão interessantes que você fica com mais vontade de saber mais sobre eles. Os protagonistas do episódios, seguem os minutos com um jogo de confidências sobre si mesmos extremamente interessante. Me desculpem mas não vou lembrar do nome deles agora (sim, sou péssima pra decorar nomes japoneses), mas tanto a mulher como o rapaz - se é que posso chamá-los assim já que na verdade são ''réplicas'' de humanos - tem personalidades tão fortes que levantou algumas questões bem interessantes pra temática do episódio. Considerados praticamente como cobaias, os dois ''metamorfos'' são personagens repletos de sentimentos. A relação vista em tão pouco tempo, consegue me convencer de que eles são sim, bons personagens. Claro, não dá pra se esperar grandes acontecimentos dali, mas pra episódio de apenas 25 minutos ta bom demais. Eu espero sinceramente falar da série completa futuramente no blog. Tanto pra quem conhece o anime de longa data, como aqueles que nem sequer ouviram falar, ta aí minha recomendação nessa madrugada. Curtinho, bons personagens, animação legal, trilha sonora bacana, e história direta. Garanto que seus 25 minutos serão bem gastos, vá por mim. 

             _______________________________________________________________

Fique por dentro das próximas postagens pelo Facebook e Twitter da Nave Bebop. Até daqui a pouco Cowboys!

Nenhum comentário:

Postar um comentário