terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Comentários Sobre a Temporada de Outono 2015| Mini top Com os Melhores






















Tirando o mofo.

O tempo passou voando. Parece que foi ontem que fiz o texto de Primeiras Impressões dessa temporada aqui no blog, e hoje no entanto, já se inicia um outro ciclo. Fazendo uma visão panorâmica de tudo o que rolou, ou o melhor, de tudo o que consegui acompanhar; no total foram 09, dentre eles, três continuações (Noragami, Haikyuu e Ushio to Tora), um remake (young black jack) e duas novas adaptações (Lupin III e Osomatsu-san). No meio dessa dança, eu desisti de Kagewani, Itoshi no Muco, Concrete Revolutio e Heavy Object (bati na tecla várias vezes com os dois últimos citados, mas acabou não me agrandando mesmo). No geral, considero mais uma vez uma temporada mediana, tive uma boa surpresa com Osomatsu-san - que nem estava na minha lista inicial, mas por recomendação de alguém assisti e adorei - dois animes de mistério consideradas até então regulares como o curioso Sakurako san no ashimoto ni wa shitai ga umatteiru, e o filosófico decepcionante Subete ga f ni naru, e um shonen One-Punch man. Porém, dou destaque para as continuações, pois souberam desenrolar com mais profundidade a trama já estabelecida, como foi o caso de Noragami, que para mim, superou a primeira temporada. 

Pois bem. Fique agora com o meu mini top melhores da temporada de outono 2015. Sei que poderei cometer injustiças, mas a intenção aqui é escrever com o coração. Aqueles que mais me divertiram serão prioridade aqui.
___________________________________________________________________________________
01- Osomatsu-san

O primeiro episódio de Osomatsu-san já mostra para o que veio. É simplesmente sensacional. A história dos 6 irmãos gêmeos é super divertida, carrega um humor que vai do irônico ao bobo. O anime ainda está em andamento, e mesmo assim, já merece estar no top dessa mini listinha, com total louvor. Osomatsu-san se trata se uma re-adaptação da animação de 1966 do Studio Zero, e também da de 1988 do Pierrot. Em comemoração ao oitentagessímo aniversário do Akatsuka, Pierrot resolveu dar de presente esse terceiro anime, que não se trata de uma continuação, mas sim de uma roupagem nova e atual dos irmãos sextuplos. 

Aí o cowboy diz '' - Thais sua locaaa, tu agora gosta de anime água com açúcar????''
Como disse, o primeiro episódio é sensacional, assim como todos até agora já lançados, porém, destaco esse em questão, por seguir uma história mais elaborada do começo ao fim. Nos demais, são compilações de pequenas sátiras, totalmente sem ligação umas com as outras. Esse anime se daria bem como um anime de apenas 4 ou 5 minutos, no entanto, o legal é que tem a duração de um anime padrão, então, a dosagem está num nível que não apenas te entretém e te diverte, mas também lhe satisfaz. Isso é muito bacana ao meu ver. O que poderia ser bom, se tornou melhor ainda. 

Entenda que não é porque Osomatsu-san é episódico, que ele precisaria ter apenas 11 episódios. Por mais que ele não tenha absolutamente nada pra contar, é importante ter uma duração um pouco mais longa, pois isso valoriza a comédia, mostra que as possibilidades são infinitas de arrancar acontecimentos engraçados do fato da irmandade, e de como a convivência com personagens tão parecidos (diga-se de passagem até na roupa) se torna um loucura quando é mostrado que suas personalidades são distintas. 

Se não viu, VEJA!!!!!
























02 -  Ushio To Tora

Sim, eu sei que tecnicamente Ushio To Tora não se encaixa nessa lista, visto que ele começou na temporada anterior, mas como ele teve sua metade exibida agora na de Outono, acredito que não tem problema incluí-lo. Assim como foi o caso do Osomatsu-san, Ushio to Tora é uma adaptação do OVA de 1992/1993, produzido pelo estúdio MAPPA e Studio VOLN, com a direção de Satoshi Nishimura. A série animada teve 26 episódio ao total, e já está programada para voltar em Abril com mais 12 episódios. Vale lembrar que o mangá é um clássico do Kazuhiro Fujita, lançado em 1990/1996, com 33 volumes.

Adiantando a resposta da sua futura pergunta, sim, tem piada noventista 
Pra quem está boiando e não sabe do que se trata Ushio To Tora, a história conta a vida de Ushio e Tora (ooooh really??????) um garoto comum e um monstro. Eles acabam que tendo que conviver um com o outro quando Ushio descobre a existência da lança da besta no depósito de sua casa, e com ele acaba encontrando um demônio (o Tora). Ushio acaba que libertando esse demônio, e os dois terão que enfrentar muitos ataques vindos de outro mundo.   

O anime é centrado no relacionamento entre humanos e figuras mitológicas, no total clima de nostalgia. O alívio cômico é o padrão da década de noventa, e muitas delas, clichês. Algumas pessoas disseram que é irritante o Tora usar a mesma piada com o Ushio dizendo que irá salvá-lo porque não quer que outro monstro o coma, a não ser ele. Só que isso a gente sabe que nunca vai acontecer, é só uma desculpa que ele usa para ajudar Ushio nas batalhas. Eu acho isso fofo. Apesar dele ter essa aparência que remete à bravura e indelicadeza, sua personalidade é carismática. Ele tentando manter essa linha de rudez, é o que faz dele ser o que é. Por mais que tenha que se utilizar do mesmo recurso muitas vezes, isso torna quase que um bordão. Uma marca registrada da série.

Ushio to tora se mostrou para mim, o melhor shonen do ano. Gostei da animação, bem como a sua trilha sonora, ele cumpre com a intenção. 






















03 - One-Punch Man

Você não tem noção de quantas vezes eu fiquei cantarolando a música de aberta de One-Punch Man aqui em casa. Sério, vai ser chiclete assim lá na ... cof,cof. Enfim. O anime do homem de um soco é adaptação da webcomic lançada em 2009, que se tornou febre na internet. Com a direção de Shingo Natsume, realizada no estúdio Madhouse com o total de 12 episódios, One-Punch Man deu o que falar nessa temporada, embora não tenha se tornado o meteoro da paixão dos otakus, como aconteceu com Shingeki no Kyojin. 

O fodaum
Eu gosto do humor da série, embora eu aguardasse por mais. Tem horas que eu realmente acreditava na seriedade da coisa, e se tornava numa coisa chata. Por isso eu recomendo: Não leve a sério! Não se deixe enganar em nenhum momento, não é uma série de shonen padrão. É uma sátira à ela. Tente não se esquecer disso, do contrário, cada episódio soará o insuportável.  

One-Punch Man começou e terminou bem, teve algumas pedras no caminho, no entanto, não é algo pra ser criticado severamente. Ele leva o terceiro lugar neste pódio só porque ele não abusou mais da comédia. Ainda sim, é altamente recomendado. As cenas de ação faz arrepiar os pelinhos do braço, e a música anima até defunto.

É uma pena que a segunda temporada vá demorar uns dois anos no minimo, fiquei ansiosa por mais. Ainda bem que a gente tem o mangá pra matar a sede.






















04 - Noragami Aragoto


A segunda temporada de Noragami arrebentou a boca do balão. Mais ação, mais história, mais comprometimento. Eu já tinha achado bacana a primeira parte, essa então, se superou em todos os níveis. O estúdio Bones, bem como o diretor Kotaro Tamura e toda a equipe estão de parabéns.

Essa abertura é sensacional
Em Noragami Aragoto os personagens apresentados anteriormente se desenvolvem, os acontecimentos nunca ficam monótonos,  e apesar dessa urgência, em nenhum momento se perde o fôlego. Esse foi o grande acerto de Noragami. Ser ágil, de forma coesa, interessante. Não deixar a peteca cair. Era isso o que precisava na primeira temporada, que foi concertada nesta.  O grande destaque está nisto.

Assim como aconteceu com a primeira temporada, tem muita gente não botando fé na futura continuação de noragami, mas como a gente aprendeu que a fé equivale a 5 ienes, tudo pode acontecer. Eu adorei como o episódio terminou, e estou muito curiosa com o que irá acontecer. Torço muito pra que venha, e que se supere novamente ainda mais. 



















05 - Young Black Jack

Eu ainda não tenho uma opinião bem formada sobre esse anime. O que posso dizer é que eu adoro a história original, e foi muito bom acompanhar novamente a história do estudante de medicina na década de 1960; Black Jack. Uma coisa que não gostei tanto foi da qualidade da animação. Em alguns momentos isso soa gritante. A fluidez dos personagens se mexendo está meio dura, visual muito exagerado. Eu sei que o mangá do Tezuka é assim, mas poxa, estamos falando de uma adaptação, tem coisas que você tem que manter e outras, tirar ou então diminuir. Assim acaba afastando as poucas pessoas que se interessam pela história de vez. 

Essa cena foi daora
De qualquer forma, o enredo é excelente. Gosto muito dos valores em questão, da intensidade das situações, das personalidades de cada personagem apresentado. Da crueldade à bondade, o ser humano é um bicho pra ser estudado tanto por dentro como por fora. Isso é uma coisa que mais prezo na história de Black Jack. Esse olhar crítico. Não importa se a animação tá estranha, a história é tão boa que faz com que esqueçamos dos pormenores, mesmo que por alguns instantes. 

Apesar de todos os pesares,  foi interessante assistir os 12 episódios. 






















06 - Sakurako san no ashimoto ni wa shitai ga umatteiru


Gente do céu, que troço chato. Assisti todos os 12 episódios crente que ia melhorar, mas não. O começo foi curioso, não nego que achei bacana e interessante essa tara por ossos pra resolver mistérios. Mas .... érrrhhhh .. zzzz. Não teve aquele tcham, sacas? Sonífero demais.
O anime demora um tempão pra contar coisas simples, por exemplo, como os dois protagonistas se conheceram. Pra você ter uma ideia, isso só é explicado no último episódio. Vamos combinar que assim não dá né? Pfff. 























E assim termino esse meu mini top com os melhores da temporada de outono 2015. Eu deixei de fora Haikyuu e Lupin III porque quero fazer um review mais completo sobre cada um deles futuramente. Deixe aí nos comentários se puder, os animes que você mais gostou de assistir na temporada. Curta a Nave Bebop no Facebook e siga também no Twitter, caso ainda não tenha feito. Um grande obrigado a todo mundo que leu até aqui, e até mais!!! Feliz ano novo terráqueos ♥
_________________________________________________________________________________

Ps: Subete ga f ni Naru não mereceu nem entrar no top. Não é digno nem do último lugar. Vamos esquecer da existência desse anime, está bem?

Nenhum comentário:

Postar um comentário