segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Irmão do Jorel: Mais Brasileiro, Impossível! (05 Motivos Para Assistir!)


Nada mais justo do que começar expandindo os assuntos do blog, falando de uma animação brasileira que é simplesmente P E R F E I T A. 

Olá Terráqueos, Major Thais aqui...

Estava eu já faz algum tempo, navegando pela Netflix, quando me deparo com um desenho pra lá de diferentão. À  princípio achei que fosse uma animação gringa, visto o grau de perfeccionismo da qualidade da animação, depois de dois episódios comecei a suspeitar que fosse algo latino, por causa que o roteiro é bem abrasileirado, muitas das piadas acredito, só os brasileiros iriam se identificar e talvez achar graça. Foi aí que pesquisei e descobri que se trata de uma obra 100% brasileira; Juliano Enrico o criador da série se baseou na sua infância para compor Irmão do Jorel, e consequentemente claro, todos os demais personagens são verossímeis.

Irmão do Jorel estreou no Cartoon Network em 2014 e foca na vida de uma família brasileira bem raiz mesmo, a ponto de cada detalhe você lembrar de alguém próximo que é ou era parecido com tal personagem. O contexto é bem estilo 1980 e 1990 cheia de detalhes engraçados da época como programas de TV, filmes, objetos, hábitos, enfim, tudo tirado da nossa terra, mas que também podem soar divertidas para os americanos. O Andrei Duarte responsável pela riqueza técnica, também dá um verdeiro show na produção.

Confira agora 05 motivos para assistir!

Após o sucesso de público no último final de semana, especial de ...
                                                  Essa é a minha cara enquanto assistia ♥
1- humor

Ficou órfão de Chaves (já que saiu do sbt)? Irmão do Jorel é a substituição perfeita. O humor igualmente leve, é certeiro ao usar do visual muitas vezes, escrachado pra combinar na piada. Muitas vezes não há piada, só a reação dos personagens é engraçado por si só, e não é um tipo de humor que agride ninguém. Apesar do visual meio sujo e bagunçado (que não é um ponto ruim), a graça dele é leve, e sem besteirol. No entanto, não confunda leve com ''pouca graça'', já que tem um humor infantil. Um adulto vai gostar ainda mais do desenho, já que pode se identificar com várias coisas.

2 - Os personagens

Cada personagem tem um carisma absurdo, e de maneiras totalmente diferentes. Não tem personagem parecido, e cada um tem a sua piada, tem seu estilo ali. Acredito que seja uma unanimidade que a melhor personagem é a vovó Juju, tanto pelo carisma, o humor, os diálogos, as situações, enfim, mas até personagens que não aparecem muito, que nunca fala só dá uma risada esquisita como é o caso do Jorel, são interessantes e divertidos. Os personagens secundários como por exemplo o núcleo dos coleguinhas da sala do irmão do jorel também são bem construídos e aparecem sempre no ''time'' da piada. 

Irmão do Jorel estreia na TV Cultura | O Barquinho Cultural

3 - Nostalgia

Quem viveu sua infância nos anos 80, 90 e até 2000, vai se identificar horrores com praticamente quase tudo. É impossível não se sentir nostálgico com nossas infâncias, e várias outras coisas. Por isso, é improvável se sentir mal, mesmo que você tenha tido uma infância ruim, vai lembrar das coisas boas. O sentimento em cada episódio é de conforto, familiaridade. O clima é perfeito para se sentir em casa. 

4- Referencias a cultura brasileira

Não é só sua tia, ou seus pais, avó, irmãos e amigos que são bastante similares à uma típica família brasileira, as referências a nossa cultura vai além das personalidades e passa também para os costumes. Brincadeiras, programas de TV, comportamento, festas, brinquedos, enfim, é uma gama vasta de inspirações com a nossa realidade, que fica impossível a gente não se ver também como um personagem ali. 

É o irmão do jorel | Irmao do jorel, Desenho irmão do jorel ...
Esqueci de mencionar que tem umas
 frases muito sábias também

5- A produção da animação

A maior produção de animação brasileira já feita, Irmão do Jorel é tecnicamente impecável. A dublagem é excelente, num nível absurdo de perfeccionismo. É impossível assistir e não ficar repetindo a voz dos personagens, principalmente as clássicas da vovó Juju ''COME ABACATE, COME''. Toda a movimentação dos personagens, os trejeitos são engraçados, o visual fora do padrão é bem desenhado, as cores são bem escolhidas (eu amo a botinha amarela do garoto), enfim, tudo é feito com total qualidade que eu não me culpo por ter achado que se tratava de uma produção gringa.

--------------------
Bônus
Em alguns momentos a narrativa passa sim da realidade e brinca com o absurdo, mas a narrativa tem uma linguagem infantil, inocente, é visto com o olhar do Irmão do Jorel, então é normal que ele distorça e exagere pequenos pontos para criar a graça e o vinculo da identificação. 

Ps: Pra quem não tiver Netflix, procura no YouTube e se divirta! 
-------------------
Siga-nos pela internet afora!

Nenhum comentário:

Postar um comentário