terça-feira, 23 de julho de 2013

Filme Akira completa neste mês 25 anos!


 Vamos falar um pouco do grande clássico Cyberpunk, Akira ainda nos dias de hoje consegue ser uma obra relevante e cult, estupenda crítica á sociedade.



  O longa-Metragem 'Akira' neste mês completa 25 anos. O filme foi lançado nos cinemas japoneses no dia 16 de Julho de 1988, e se tornou referência na produção de animação não só no Japão, como em todo o mundo. É considerado por muitos um título cuja parte técnica é perfeita, e até mesmo nos dias de hoje sua qualidade é exuberante e supera algumas produções atuais em vários requisitos.

  A história se passa no ano de 2019 , após a terceira guerra mundial, o Japão se torna um país decadente, corrupção, desemprego, e caos se torna algo comum. Tetsuo é um integrante de uma gangue de jovens delinquentes , que acaba trombando a sua moto num garoto que está no meio da estrada. Misteriosamente o garotinho não sofre nada, mais Tetsuo e sua moto ficaram destruídos. Kaneda, amigo do Tesuo, vai atras do moleque e percebe que ele um tem rosto de velho.

  No mesmo instante, surgem soldados de todos os lados que acabam levando Tetsuo para um destino ignorado. Examinado por médicos de um projeto ultra-secreto do governo denominado Akira, descobre-se que Tetsuo é dotado de um enorme poder mental, o líder do projeto conhecido como Coronel quer que Tesuo seja pesquisado, e seu poder desenvolvido e controlado.

  A partir desse momento a trama envolvendo Kaneda, Tetsuo e membros do grupo terrorista apoiado por um poderoso político, todos atras de Akira, seja ele quem ou o que for . O Coronel sabe muito bem quem é Akira e não deixará ninguém despertá-lo.


A sua versão para mangá originalmente foi publicada pela editora Kodansha no Japão entre 1982 e 1990 com 6 volumes pelo mangaká Katsuhiro Otomo. Já no Brasil o mangá que originou o filme foi lançado pela editora Globo, porém acabou se tornando um raridade principalmente os últimos volumes. Até mesmo nos dias de hoje o mangá é requisitado pelos fãs de quadrinhos japoneses . É válido ressaltar que 'Akira' receberá uma versão live-action produzida nos Estados Unidos pela Warner Bros (projeto que foi adiado várias vezes).



 Eu acho fantástico a ideia idealizada em Akira seja no mangá ou no filme. A sua história básica gira em torno de indivíduos com poderes sobre-humanos, em específico as capacidades psicocinéticas, porém grande parte de todo o enredo não se concentra em apenas nessas capacidades mais sim nas pessoas envolvidas, nos problemas políticos e sociais. Mais essa lado de Akira não é abordado de modo profundo ou filosófico, mais antes de tudo como um olhar crítico sobre o país, a alienação da juventude, a ineficiência, corrupção do governo, um sistema militarizado desagradado com compromissos de uma sociedade moderna.

 O mangá e o filme tem as suas diferenças porém o resultado é o mesmo em ambos. O cenário que abriga um tempestuoso clima entre políticos corruptos, militantes e jovens rebeldes são estabelecido como base pra  conduzir uma história como uma carga em si rica em detalhes.



É totalmente curioso que uma obra lançada á 25 anos atras continua a apresentar temas tão atuais e extremamente impertinentes nos dias de hoje, representada numa sociedade distópica realizada efetivamente graças á boa argumentação de Katsuhiro Otomo, bem como o trabalho de equipa da animação. O filme Akira mostra um local sufocante que parece condicionar os sonhos de todos, onde os avanços da tecnologia não parecem ter conduzido a uma vida plena e saudável mais sim á uma repressão social, algo nítido ao extremo é a representação pungente e dura na cidade de Tóquio.

Um lugar dominado pela violência, gangs, imoralidade, repressão do livre arbítrio, habitada por personagens estranhos dos quais sobressai Tetsuo e Kaneda que são os representantes de uma juventude sem esperança nenhuma. Em Akira não se falta representação do capitalismo como algo negativo, um pessimismo em relação a humanidade e a tecnologia, criticas sobre a falta de valores morais, todo um conjunto de um subgênero de ficção-científica inserida no cyberpunk e demasiadamente um pouco excêntrica mais conduzidas em total perfeição!


 Tudo em Akira é mostrado de forma intensa regada num som hipnotizante e uma história capaz de nos fazer refletir, pensar, questionar a sua temática abordada. Uma animação recheada de relevâncias nos dias de hoje que mantém o valor de entretenimento, e no decorrer dos fatos mostra a sua importância e o motivo de ser tão marcante.

 Cinematograficamente detalhado, esteticamente acentuado, com um visual próprio. Em Akira releva-se um peso devastador e único, construídos nos mais sinceros infaustos da sociedade. 25 anos se passaram e a sua importância continua a deixar a sua hierarquia nos telespectadores, colocando nossas mentes preguiçosas pra trabalhar. Num alto grau de apologia á crítica, num conjunto de arte fantástica que revolucionou os filmes de animação e que independente do tempo continuará com sua narrativa e abordagem única, fundamentadas numa importante liberdade de animação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário